quinta-feira, 28 de julho de 2011

ITINERÁRIO POESIARTE - PARTE 04


PROJETO POESIARTE CAMINHA NA EDUCAÇÃO




*2004 - Realiza o Projeto Poesiarte com 6° ano do Centro Educacional Missão de São Pedro da Aldeia/RJ.


*2004 - Ser torna especialista em Literatura e Língua Portuguesa ao fazer Pós-Graduação na Ferlagos e escreve a monografia "Uma breve antologia poética de seis poetas desconhecidos".




*Professor Rodrigo e o aluno William
na Escola Municipal Edílson Duarte 
em Cabo Frio/RJ.

*2004 - Realiza o Projeto Poesiarte com turmas dos 6° anos e 7° anos do EJA (Educaçãode Jovens e Adultos) na Escola Municipal Professor Edílson Duarte de Cabo Frio/RJ.


NA ONDA DOS RECITAIS


*Convento de Nossa Senhora dos Anjos
em Cabo Frio/RJ.

*20/05/04 - Participa do recital no Convento de Nossa Senhora dos Anjos.
- Na manhã recita os poemas: "Cabo Frio: De Vespúcio à Victorino Carriço", "As duas faces das palavras por dois poetas", "Osama Bin Laden no Brasil" e "Chora Chorinho".
- Poetas presentes: Maurício Cardozo, Célio Mendes Guimarães, Rodrigo Poeta e José Casemiro.
- Na tarde recita os poemas: "Jogos de Azar", "Jardim Esperança", "Lixo: detritos, política, homem e natureza", "Rosa Azul", "Hino da Nação Indígena" e "Vou Pagasáda e não pra Palhaçada".
- Poetas presentes: Maurício Cardozo e Rodrigo Poeta.

*Charitas de Cabo Frio/RJ.

*20/10/04 - Recital no Charitas pelo dia do poeta. Recita os poemas: "Olhos da lamentação" e "Escutando o Silêncio".
- Poetas presentes: Maurício Cardozo e Rodrigo Poeta.


*2005 - Realiza o Projeto Culturartesperança no Colégio Municipal Professora Elza Maria Bernardo Santa Rosa de Cabo Frio/RJ.




*2005- O seu aluno Lucas Carneiro do Cenecista de São Pedro da Aldeia/RJ sua caricatura:


*Desenho feito por Lucas Carneiro.



PROJETO POESIARTE VAI PARA INTERNET


*No dia 19 de junho de 2005 nasce o blog POESIARTE e no dia 06 de agosto de 2005 nasce a COMUNIDADE POESIARTE no Orkut.


*Marcio Trindade Corrêa.


*Outubro de 2005 - É publicada a poesia "A um cidadão chamado Márcio Corrêa" pelo Lagos Jornal de Cabo Frio/RJ em homenagem ao político Márcio Trindade Corrêa, que falecera nesse ano.


*Doutor Leonardo Machado 
foi uma pessoa que acreditou 
no potencial de Rodrigo Poeta.

*01/10/05 - É publicada a poesia "Democracia e outras palavras..." pelo Jornal de Sábado de Cabo Frio/RJ com o intermédio do escritor e médico Doutor Leonardo Machado, que também veio a falecer uma semana depois da publicação do seu artigo no mesmo jornal.

-Segue abaixo o poema "Democracia e outras palavras...":


"Democracia e outras palavras..."

Ruídos, latidos, escuridão,
Assim é a imensidão do meu ser poético
Entre formigas no piso ao ver a imagem da torre de celular
A piscar no meu olhar.
Não há vento, mas sim, uma brisa a cantar
O meu pensamento.

Vozes pueris na rua, numa noite de domingo
Entre brincadeiras mil.
A imensidão me clama aos ecos
Do silêncio refletido na escuridão
Do corredor.

Parabólicas, caixas d´águas, luzes dos postes,
A temeridade à vista ao sombrio
Do tempo marcado pelo relógio da vida.

O frio entorpece a alma
Entre janelas e um céu sem estrelas,
Que marcam esta noite, em que a plenitude morcega
No pulsar do coração.

Escuto uma voz não brasileira
A gritar pela rua a palavra
Democracia com veemência
Em forte luta ou bebedeira de um frustado latino.

O funk de um carro mudou o tom
E o ritmo desta poesia, onde o poeta
Não olha para os fatos, pois só sente, escuta
E imagina através do seu olhar
 
O resplendor do ecoar do mar.



(Poeta cabo-friense Rodrigo Octavio)
Publicado no Jornal de Sábado em 01/10/05.

domingo, 17 de julho de 2011

ITINERÁRIO POESIARTE - PARTE 03


*Rodrigo Poeta na Casa dos 500 anos 
no recital pelo dia do poeta em 20/10/03.

NO CAMINHO DOS RECITAIS

*14/03/02 - Participa do recital pelo dia nacional da poesia no Largo São Benedito no bairro da Passagem em Cabo Frio/RJ. Recita os poemas de sua autoria: "Rosa Azul", "As duas faces das palavras" em dueto com o poeta Maurício Cardozo e "Osama Bin Laden no Brasil".

-Poetas presentes: Jane Lacerda, Glaucia Viera, Eraldo Maia, Yuri Vasconcellos, Maurício Cardozo e Rodrigo Poeta.

*08/6/02 - É jurado na gincana do Colégio Municipal Rui Barbosa de Cabo Frio/RJ.

*28/06/02 - Recita no Sarau Poético da Ferlagos a poesia de sua autoria: "A voz da Favela".

NASCE O PROJETO POESIARTE

*Rodrigo Poeta levando poesia na zona rural de Cabo Frio/RJ.

*29/06/02  - Inicia o Projeto Poesiarte na Escola Municipal Francisco Franco no bairro do Araçá em Cabo Frio/RJ, tendo sua culminância no dia 17/10/02.

*Rodrigo Poeta entre alunos vencedores do concurso de poesia
idealizado como culminância do projeto, funcionário da escola
e membros da Secretaria de Educação da cidade de Cabo Frio/RJ.

*19/12/02 - Se torna graduado em Letras-Literatura pela Ferlagos.

RODRIGO POETA NA TV

*Rodrigo Poeta no Programa Espaço Arte-Educação 
da Cabo Frio TV.

*03/06/03 - O poeta fala do Projeto Poesiarte realizado em 2002 na Escola Municipal Francisco Franco e também fala um pouco de si no programa Espaço Arte-Educação da Cabo Frio TV, apresentado por Guilherme Guaral.

*Rodrigo Poeta falando do Projeto Poesiarte 
no programa Espaço Arte-Educação da Cabo Frio TV,
apresentado por Guilherme Guaral em 2003.

-Recita os poemas: "Cabo Frio: De Vespúcio à Victorino Carriço" e "Viver" de Geniele dos Santos Souza, a vencedora do concurso do projeto realizado na instituição da zona rural.
-Guilherme Guaral recita o poema "Chora Chorinho" de Rodrigo Poeta.
-A entrevista foi ao ar nos dias 11/06/03 e 12/06/03 pela Cabo Frio TV.


UM MAFUÁ NO SEU CAMINHO

*27/08/03 - O poeta participa do Iº Mafuá 535 no Teatro Cacilda Santa Rosa, recitando o poema: "Lixo: detritos, política, homem e natureza ou Mafuá do verbo Mafuar".

*O escritor Antonio Paulo Terra Rucket
e Rodrigo Poeta em 2003.

*01/09/03 - No relançamento do livro "Crônicas" de Antonio Terra, José Correia, membro da Academia Cabo-friense de Letras e diretor do Jornal de Sábado, lê o poema "Villa Cândida", uma homenagem do poeta, que encantou o sobrinho de Antonio Terra, o escritor Antonio Paulo Terra Rucket.

RODRIGO POETA NA MÍDIA IMPRESSA


*13/09/03 - É publicada a poesia de sua autoria: "Cabo Frio: De Vespúcio à Victorino Carriço" pelo Jornal de Sábado de Cabo Frio/RJ.

*27/09/03 - É publicada a poesia de sua autoria: "A Inveja Parnasiana" pelo Jornal de Sábado de Cabo Frio/RJ.

*11/10/03 - São publicadas as poesias de sua autoria: "Ao Sal e ao Mar de Cabo Frio" e "O pescador ou o último caiçara de Cabo Frio" no Jornal de Sábado de Cabo Frio/RJ.

*Rodrigo Poeta recitando um de seus poemas
na Casa do 500 anos em 2003.

*20/10/03 - Participa do recital na Casa dos 500 anos pelo dia do poeta. Recita os poemas de sua autoria: "A voz da Favela", "Rosa Azul", "Osama Bin Laden no Brasil", "O Pronome de Tratamento" e "As duas faces das palavras" em dueto com o poeta Maurício Cardozo.
-Poeta presentes: Eraldo Maia, Maurício Cardozo e Rodrigo Poeta.

*25/10/03 - É publicada a poesia de sua autoria: "Manel: O barbeiro do Itajuru" pelo Jornal de Sábado de Cabo Frio/RJ.

- Segue abaixo o poema "A Inveja Parnasiana" , que foi um dos poemas publicados pelo Jornal de Sábado em 2003 e que é de autoria de Rodrigo Poeta:

A Inveja Parnasiana

Oh! Inveja da impura folha de papel,
Que imita a paixão.
Com que ele, em pó, na alta solidão,
Vira um simples pincel.

Imito todos os poetas,
Mas prefiro a mim mesmo,
Que foge da realidade dos antigos sonetos.
Oh! Papel em que escrevo!

Por isso corro, para escrever
Sobre qualquer papel
Com a caneta do saber,

Que corre e escorre como fel.

Ando pensando em imagens,
Para escrever diante das linhas,
Contra as margens
Do papel de todos os tempos.

Rasgo, quando não gosto
Da poesia mal escrita por mim
E fico triste quando não volto ao meu posto
De pensador, que sempre busca um fim.

No alto do farol daquela ilha,
Viajo nos sonhos importunos,
Que ficam com a rima
De várias noites lusíadas.

E na hora em que acordo,
Vejo o sol brilhar nos meus pensamentos,
Que viajam diante do tempo.
Oh! Formas ilustres, que mostram os conhecimentos.

Vivo de poesias da minha mente
Como vive a gaivota de peixe,
Que mostra a forma mais diferente
De deixar o poema no feixe.

E agora sai da minha mente
O lixo poético da ordem do vidente,
Que fica a borbulhar no ocidente,
Diante do espírito do oriente.

Oh! Inveja Parnasiana...
Oh! Inveja lusitania,
Que mostra a chama
Ardente do fogo, das poesias da vida...


sexta-feira, 8 de julho de 2011

ITINERÁRIO POESIARTE - PARTE 02

SEGUINDO A ESTRADA DOS VERSOS

*Rodrigo Poeta autografando o livro "Se eu pudesse" 
no qual fez parte no Charitas em 1997.

*1994 - Vai para o Colégio Municipal Rui Barbosa de Cabo Frio/RJ, onde fica até 1997 e termina o Ensino Médio em Formação Geral.




*1996 - Participa do 1º livro do Colégio Municipal Rui Barbosa de título "Conto, Poesias e Crônicas", através do Projeto Escrevarte de coordenação da professora Ione Moura Moreira com a poesia "A Natureza".




UM DESTAQUE NA POESIA

*1997 - Participa do 2º livro do Colégio Municipal Rui Barbosa de título "Se eu pudesse", através do Projeto Escrevarte de coordenação da professora Ione Moura Moreira com os poemas: "O pescador", "Clonagem poética", "A um verme", "Ao Sal e ao Mar de Cabo Frio", "Se pudéssemos" ( em parceria com Davi Paladini e Rafael Gimenes) e "Chora Chorinho" (poema musicado pelo maestro Ângelo Budega e cantado no lançamento do evento por Luciana Carvalho Ferreira no Charitas). Neste ano foi considerado o mais novo talento da poesia.




*Maestro Budega que musicou o poema "Chora Chorinho" de Rodrigo Poeta
e Luciana Carvalho Ferreira, que cantou o chorinho no "Charitas" em 1997.

-Vejamos o poema "Chora Chorinho":


*Noel Rosa.
Chora Chorinho

Chora chorinho,
Pois eu vou cantar...
Vou cantar...
Uma modinha
Para você chorar!

Chora o violão
No chão...
Chora Noel e Pixinguinha
No céu...
Chora chorinho,
Pois eu vou cantar...
Vou cantar...
Uma modinha
Para você chorar!

Chora pro mar...
Chora pro luar...
Chora pra se lembrar
Como era bom
Namorar...

Chora chorinho,
Pois eu vou cantar,
Vou cantar...
Uma nova modinha
Pra você menina
Chorar...
  
Chora! Chora!
Noel Rosa...

Chora! Chora!
Pixinguinha também,
Nas modinhas de chorar.

*Pixinguinha.
04/07/97 - O poema foi uma homenagem para Noel Rosa e Pixinguinha.

*O amigo e poeta Teófilo Tostes, Rodrigo Poeta
e o maestro Ângelo Budega.






*1997 - Jovani de Macedo Teixeira faz um desenho em sua homenagem:

*Desenho feito por Jovani de Macedo.




UMA HOMENAGEM AO RUI


*1998 - Participa do 3º livro do Colégio Municipal Rui Barbosa de título "Arquitetos do Verso", através do Projeto Escrevarte de coordenação da professora Ione Moura Moreira com o poema "Escola para a vida" (poema musicado pelo maestro Ângelo Budega e cantada por S. Moreno no teatro do Colégio Estadual Miguel Couto de Cabo Frio/RJ). O poema foi uma homenagem feita  pelo ex-aluno Rodrigo Octavio à escola que abriu o caminho para o seu sucesso.


CONTINUIDADE AO APRENDIZADO


*1999 - Vai para Ferlagos para fazer o curso superior em licenciatura plena em Letras-Literatura.


FONTE DE PESQUISA

*1999 - É fonte de pesquisa de alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Miguel Couto de Cabo Frio/RJ.


A RECITAR PELA PRIMEIRA VEZ

*20/10/00 - Participa do Varal de Poesia, organizado pelo poeta e amigo Maurício Cardozo com a poesia: "Varal de Poesias".


- Poetas presentes no evento: Mano Melo, Claufe Alves, Rodrigo Poeta e Maurício Cardozo.
- Recita o poema de sua autoria: "Entre o preto e o branco de uma Iugoslávia descolorida de vida."




- Recebe os seguintes versos do poeta Mano Melo:


“Rodrigo, a poesia é pessoa. Serve também para fazer amigo(s).”
(Mano Melo – poeta cearense)



domingo, 3 de julho de 2011

ITINERÁRIO POESIARTE - PARTE 01

*No colo de sua eterna madrinha Wáldea Pereira.

NASCE UM POETA

*1977 - Nasce no dia 29 de setembro na cidade de Cabo Frio/RJ, o poeta Rodrigo Octavio Pereira de Andrade (Rodrigo Poeta), filho Lídia Maria Pereira de Andrade e Jacy Correia de Andrade.

*Nome em homenagem ao acadêmico
Rodrigo Octavio Langgaard Meneses Filho.

UM NOME DE IMORTAL

O seu nome de batismo foi colocado pelo seu avô Amaro Pereira em homenagem ao poeta e escritor Rodrigo Octavio Langgaard Meneses Filho, que foi Membro e presidente da Academia Brasileira de Letras.


*1982 - Inicia sua vida escolar na Escola Municipal Viana de Carvalho em Cabo Frio/RJ. Instituição que hoje não existe mais.


*1983 - Vai para tradicional  instituição escolar cabo-friense, Escola Santa Rita, onde faz a primeira etapa do Ensino Fundamental até 1987.


*1985 - Nasce  no dia 09 de agosto seu irmão Rafael Pereira de Andrade.


*1988 - Inicia a segunda etapa do Ensino Fundamental no Colégio Sagrado Coração de Jesus de Cabo Frio/RJ.


O PRIMEIRO CONTATO COM A LITERATURA

*1988 - Lê o seu primeiro livro "Menino de Asas" de Homero Homem no período em que estudou no Colégio Sagrado Coração de Jesus em Cabo Frio/RJ.



*1991 - Se transfere para Escola Estadual Ismar Gomes de Azevedo, onde fica até 1993 para conclusão do seu Ensino Fundamental.

*Vinícius de Morais , o primeiro a influenciar nos seus versos.

NASCEM OS PRIMEIROS VERSOS

*1993 - Depois de confeccionar um caderno temático sobre a vida e a obra de Vinícius de Morais a pedido da professora de língua portuguesa Zenilda da Escola Estadual Professora Ismar Gomes de Azevedo (hoje Instituto de Educação) em Cabo Frio/RJ, nascem os primeiros versos de um poeta adormecido com os poemas: "Futebol uma paixão" e "Jeová".